Superando a Depressão

By Marcella Borges - 06:00


                  Antes de começar a dizer sobre o assunto, eu creio que eu não deveria falar desse assunto no blog, pois minha proposta inicial era de publicar minhas visões através de arte, fotografia, música, moda e entre outras coisas que eu quero compartilhar, queria mostrar meus trabalhos com hobbies mas que não quero que sejam apenas hobbies, maaas enfim, essa coisa chamada Depressão vem afetando minha vida de uma maneira que me assista as vezes (quando tenho noção da realidade), então queria dizer o quanto sinto minha vida, meu trabalho, meu social sendo afetado por ela.

               Ao contrário do que muita gente acha, não é frescura, é doença. Não digo que tenho depressão apenas por mera modinha da atualidade ou por causa de seriado que ficou famoso pelo assunto. Eu tenho lidado com isso praticamente minha vida inteira, fui diagnosticada por médico e procurei tratamento, mas nunca levo até o final, depois de muitos anos eu comecei a ficar muito mal, não sabia o que estava acontecendo e meus familiares sempre me questionavam se eu não estava tendo os sintomas de depressão, claro que atordoada fui procurar ajuda, comecei uma terapia com psicólogo da faculdade, pra ser sincera era estagiários mas se já estão na reta final eles devem saber o que estão fazendo.
                Honestamente esse ultimo acompanhamento não me fez nada bem, ao invés de saber o que estava acontecendo eu me sentia cada vez mais confusa, mais perdida. Parei de ir lá, não me fazia bem e talvez na minha inocência resolvi que poderia melhorar sozinha, já tinha feito antes então dá pra fazer de novo, né?! Só que não, sabe aquela coisa de fazer uma lista dos afazeres do dia, procurar ocupar a cabeça, focar nos estudos, praticar mais vezes os hobbies pra animar, pois é eu nem consigo me levantar da cama se eu não for obrigada (por compromissos), eu me obrigo a sair mas meu corpo não responde a minha cabeça ou a minha cabeça não responde meu corpo.
                 É tão estranho ter consciência disso agora, porque lendo assim até parece frescura mesmo, já que quando se tem depressão você não sabe que tem, mas na verdade já me disseram a gravidade do meu quadro e eu tenho fazer algo a respeito. Afinal, se você não fizer algo por você, quem fará?! Eu já peguei varias dicas pela internet de alimentos que ajudam, atividades, atitudes, qualquer coisa que me ajude a sair dessa, confesso que já tentei praticamente tudo e sempre no terceiro ou quinto dia eu já não estou fazendo mais nada daquilo, como se meu corpo percebesse e me puxasse pra baixo, até a gravidade me derruba.
              Agora estou tentando mais uma vez, escrevendo aqui de coração aberto, com certeza não pra ganhar views, conhecimento, talvez seja pra dar uma explicação pelos emails de oportunidades, sugestão de assunto por empresas que não são respondidos ou dados a devida atenção,  mas isso tudo tem um propósito maior, começar um tratamento diferente, criar forças de onde não existe para fazer o que meus sonhos, minha criatividade e desejos querem e que eu não consigo fazer, quem sabe assim eu comece a conseguir, mesmo sabendo que é um trabalho diário comigo mesma.


Acho até que o nome desse post ainda não devia ser "superando", ainda está com cara de "lidando". Enfim, espero que alguns compreendam, outros eu sei que não e se por ventura algum parente, familiar ou amigo esteja lendo isso, não se preocupe pois eu estou tentando melhorar.


Marcella Borges 😘

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários